Apresentação

Apresentação

Histórico

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) do Departamento de Engenharia Elétrica (ENE) da Universidade de Brasília (UnB) é originário de um processo de desmembramento do antigo Programa de Pós-Graduação, de mesmo nome. O antigo Programa começou a funcionar em 1979, com o curso de mestrado acadêmico, e em 2000, teve implantado o curso de doutorado. O desmembramento foi aprovado pela CAPES em 2009, mas, o início da nova fase do PPGEE iniciou-se com o ingresso dos primeiros estudantes a partir de março de 2010.

O processo transitório requereu a dedicação dos membros do PPGEE em algumas atividades de encerramento do antigo Programa que se estenderam até 2014, quando foram defendidas as últimas teses de doutorado vinculadas a alunos oriundos do Programa antigo.

Em consequência, o PPGEE dá continuidade à parte das atividades do Programa antigo, dentro de um novo contexto e com objetivos redefinidos.


Contextualização

Desde o processo de desmembramento, em 2010, tem-se observado um aumento na produtividade dos discentes e docentes permanentes vinculados ao PPGEE, manifestado não apenas no número de publicações, mas também no grande número de projetos de pesquisa e prêmios recebidos recentemente.

Ressalta-se também o aumento da internacionalização do Programa, mediante a realização de parcerias em projetos e pesquisas com universidades renomadas de países como Estados Unidos e Alemanha, o que tem impacto também no aumento do número de teses de doutorado desenvolvidas no âmbito de acordos de cotutela entre a UnB e essas universidades.

Por fim, o PPGEE possui uma notável inserção de pesquisa e desenvolvimento com o Governo Federal e contribui de forma importante com a popularização da Ciência e Tecnologia do país, no contexto principal de transferências de tecnologias com entidades públicas e privadas.


Objetivos

O PPGEE possui os cursos de mestrado acadêmico e doutorado, que além de exercer seu papel nato na captação de candidatos na região Centro-Oeste, têm se destacado nacional e internacionalmente. De fato, isso pode ser verificado pelo aumento da procura pelos cursos oferecidos por parte de alunos oriundos de diversas universidades do Brasil e de países como Colômbia, Peru, Uruguai, Alemanha, China, Irã, etc.

A área de Sistemas de Potência realiza projetos e pesquisas avançadas em áreas relevantes para o país como, por exemplo, fontes renováveis de energia elétrica, gestão e eficiência energética, qualidade da energia, proteção de sistemas elétricos e planejamento de sistemas elétricos de potência. Desse modo, é possível dar condições para uma melhor qualificação técnica dentro do segmento de engenharia de sistemas de potência, de acordo com a competência e perfil da área no Programa. Em particular, foram criadas condições regionais para o desenvolvimento de pesquisas específicas para a solução de problemas característicos da região Centro-Oeste; dando suporte à formação de docentes que atuam em instituições de ensino da região; e permitindo que pesquisadores e funcionários de empresas privadas e públicas tenham acesso aos cursos de mestrado e doutorado com enfoque voltado para sistemas de potência.

A área de Telecomunicações e Redes de Comunicação, por sua vez, cria condições para o desenvolvimento de pesquisas avançadas em áreas relevantes para o desenvolvimento tecnológico do país, como comunicações móveis, computação em nuvem, processamento de sinais, comunicações ópticas e gestão de TI, assim como em temas de vanguarda como internet das coisas e sistemas 5G. Muitas atividades são voltadas para a solução de problemas nacionais e internacionais, a partir da competência existente no Departamento de Engenharia Elétrica, destacando-se a cooperação com diferentes órgãos do Governo Federal.

O PPGEE, que é um dos poucos Programas de doutoramento em suas áreas de atuação em todo o Centro-Oeste, tem também o objetivo de dar continuidade à inserção regional, aumentando a acolhida sobretudo de alunos provenientes desta região do país, como ocorreu entre 2010 e 2012 no Programa MINTER oferecido ao Instituto Federal Técnico de Mato Grosso (IFMT).


Avaliação da CAPES

Através do processo de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) que integram o Sistema Nacional de Pós-Graduação, SNPG, a CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, órgão vinculado ao Ministério da Educação, vem desempenhando importante função para o desenvolvimento da educação e da pesquisa científica e tecnológica no país. As avaliações ocorriam até 2012 com periodicidade trienal e partir de 2013 passaram a ser quadrienais. Os resultados das avaliações apontam quais programas obterão a renovação de seu “reconhecimento” pelo MEC e poderão, portanto, emitir diplomas com validade nacional reconhecida pelo MEC.

Uma vez que o PPGEE entrou em funcionamento em 2010, mediante um processo de desmembramento do antigo Programa de Pós-Graduação de mesmo nome, ele herdou o conceito 4 atribuído pela CAPES na Avaliação Trienal 2007-2009 para o antigo Programa. Na avaliação trienal 2010-2012, o PPGEE manteve o conceito 4.

Campus Universitário Darcy Ribeiro

Asa Norte, Brasília-DF, CEP 70910-900

 

Secretaria PPGEE: +55 (61) 3107-5587 / 3107-5758

 

Demais telefones UnB

 

sec@ppgee.unb.br

 

UnB 55 anos
FT 50 anos

Em 2017 a UnB completa 55 anos.
Ver atos comemorativos »

Copyright 2017 © Universidade de Brasília | Faculdade de Tecnologia. Todos os direitos reservados.